Como Suprir o Iodo na Gestação?

Como Suprir o Iodo na Gestação?

A gestação é uma condição de extrema exigência metabólica e nutricional…

A gestação é uma condição de extrema exigência metabólica e nutricional para a futura mamãe já que a função cardíaca, circulatória, renal, pulmonar e endócrina estão estimuladas. Neste contexto, a glândula tireoidiana assume papel muito importante porque terá que produzir mais harmônios do que normalmente produz. Estes por sua vez, serão fundamentais para o desenvolvimento do bebê e do recém‐nascido.

Como o iodo é necessário para a produção dos hormônios tireoidianos, sua falta torna-se extremamente prejudicial na gestação estando associada a um prejuízo imenso para o desenvolvimento físico e psicológico do feto e recém‐nascido.

A quantidade recomendada de iodo na gravidez é de 200 a 250 mcg por dia, o equivalente a 1 posta de salmão, 1 xícara de leite, 1 ovo e 2 fatias de queijo, que é, em geral, facilmente alcançada através da alimentação regular da mulher.

No Brasil, a carência de iodo é muito rara porque o sal é enriquecido com iodo.

Mesmo assim, a suplementação de iodo na gravidez pode ser necessária quando os valores estão baixos. Além disso, a OMS tem indicado que toda mulher que esteja tentando engravidar ou que já esteja grávida tome um suplemento de iodo para proteger o bebê.

A suplementação tem que ser prescrita pelo médico ou nutricionista e pode ser iniciada antes da concepção e ser necessária durante toda a gravidez e enquanto a alimentação do bebê for exclusivamente o leite materno.

Alguns suplementos vitamínicos já contem iodo na sua composição e podem ser utilizados. Na dúvida, pergunte ao seu médico.

senha